segunda-feira, 24 de maio de 2010

Best Text Ever?!?!

Jovens, hoje trago-vos aquele que é o texto/composição/história mais épico de sempre.

O texto que se segue foi escrito num teste de Língua Portuguesa do 8º ano por um colega meu.
O que nos era pedido era "Descreve uma situação cómica que tenhas presenciado".

Pois bem, aqui têm a história original, a qual eu não modifiquei rigorosamente nada!

'Era uma vez uma família normal, com um homem, a sua mulher e os seus três filhos e um cão falante. Chegaram um dia a casa e vêm um camião cheio de lixo tóxico por dentro.

O filho abre a válvula e ficam todos cheios de lixo. Quem diria o lixo tóxico deu-lhes poderes. A mulher diz a todos para usarem os poderes para o bem.

Chega um dia em que o Pai e o filho estão a passear. O filho pede ao pai para fazer uma coisa fixe com o poder. O pai diz para o filho:

- Bem filho, a tua mãe disse-nos para não usar os poderes para o mal nem para nos divertirmos, mas suponho que fazer exactamente o contrário não faz mal.'

E cá está, espero que se riam tanto como eu me ri.

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Trailer de CoD: Black Ops

Já foi revelado o novo de trailer de Call of Duty: Black Ops! A acção característica do franchise volta, desta vez sobre a alçada da produtora Treyarch, que se estreia nos campos de guerra modernos. Segundo o título, iremos protagonizar num esquadrão de operações ocultas, o que pode trazer uma lufada de ar fresco à série, mas será que Black Ops conseguirá distinguir-se dos anteriores ou cairá na categoria "mais do mesmo"? Fiquem com o trailer:

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Crítica a "Kick Ass"







Género - Comédia | Acção








"I'M KICK-ASS!"


Mais inclinado para Ass-Kick.

Kick-Ass é um filme sobre um jovem assim para o geeky/nerd que como é fã de quadradinhos pergunta-se a si próprio:

"Porque é que nunca ninguém tentou ser um super-herói?"

Claro que o espectador com um QI acima de 80 (Facepalm é muito bom não é?) deduz logo que estamos na presença de um rapaz muito ingénuo cujo único super-poder que possui é ser invisível às raparigas.

Postas as perguntas á parte, decide ajudar a sociedade. Nem que seja a tirar gatos de árvores. Ou a apanhar lixo. Têm razão, ele é um fail!
Até que um dia 'cai' num confronto e devido à sua motivação inesgotável decide ajudar o homem que estava a ser perseguido. 

Com muita sorte à mistura e as suas armas de eleição, os paus (mentes pervertidas!) consegue derrotar os "maus da fita". Para sua sorte (ou azar) estava a ser filmado e o seu vídeo foi posto na Internet, tornando-se um sucesso colossal.



Toda a gente começa a gostar de Kick-Ass e ele cria a sua própria página do Facebook (claro que qualquer gajo consegue descobrir o IP mas nos filmes nunca ninguém se lembra).

Devido a um incidente que para ocultar a sua identidade secreta teve de simular que estava 'nu' as pessoas pensaram que ele tinha sido violado e começaram a tomá-lo por gay.

A rapariga que ele ama então toma-o por gay também e ele para se aproximar dele mantém a mentira.
Afinal, ser o amigo gay de uma miúda não parece ser tão mau. Entre massagens em certas partes do corpo a discussões mais... mais... coiso, o rapaz vai-se safando.

Até que um dia, por causa dessa rapariga ele arranja confusão num apartamento e quando o estão prestes a matar, aparecem Hit Girl (uma das personagens femininas mais fixes que já vi, e tem 11 anos!) e Big Daddy que lhe salvam o coiro.



É aí que ele percebe que eles são os verdadeiros heróis e ele é apenas um puto frustrado que precisa de ajuda.

Mas não desiste. Big Daddy (que tem um fato de Batman e o nome dum personagem de Bioshock) e Hit Girl pretendem destruir o império do crime de Frank D'Amico (interpretado por Mark Strong, Lord Caldwell de Sherlock Holmes).

Kick-Ass acaba por se ver metido no caminho quando Frank pensa que é ele que lhe tem f*dido os planos.
É aí que começam as reviravoltas. Dave/Kick-Ass confessa à amiga que não é paneleiro e que ele é o tão famoso Kick-Ass e como foi capturado devido à traição de Red Mist (filho de Frank D'Amico disfarçado de super-herói) juntamente com Big Daddy levar muita porrada numa transmissão em directo que passa na TV.
É aí que Dave descobre a resposta à sua pergunta:
"Porque é que nunca ninguém tentou ser um super-herói?"
"PORQUE DÓI!"



Só vos vou dizer uma coisa a propósito dessa cena. FUI COPIADO! Juro-vos que escrevi uma cena quase idêntica para um filme (parece que até apareceu num filme, que não foi o meu, o que é um WIN/FAIL).

HIT-GIRL TO THE RESCUE!

Comentários sobre este filme é que é uma película relativamente violenta (M16), com muita acção e um humor espectacular (uma miúda de 11 anos a matar gangsters enquanto toca uma música de crianças no fundo), uma sátira e referências a outros filmes, muito bem conseguido. Com personagens carismáticos (aquele Nicholas Cage continua a não convencer), acção intensa e uma história bastante humorística, Kick-Ass é certamente dos melhores filmes deste ano.



Kick-Ass é um filme definitivamente KICK-ASS!

"Uma comédia intensa que não vão
esquecer rapidamente!"

9.4


"ÉPICO! Supera Iron Man!"

9.6


Nota final: 9.5/10

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Crítica do filme "Iron Man 2"






Género - Acção/Aventura
Realização - Jon Favreau

1 de Maio, este é o dia em que tradicionalmente começa o que na indústria do cinema é denominado de "A Época de Verão", onde estreiam os filmes mais explosivos e cheios de acção do ano, num período que ocorre geralmente entre este dia até Setembro. Há dois anos atrás, assistimos à estreia de um dos heróis mais adorados da franquia Marvel, o excêntrico Tony Stark, mais conhecido como o Homem de Ferro. Com um elenco de luxo liderado por Robert Downey Jr. (que ressuscitou completamente após alguns anos de crise), excelente enredo, uma banda sonora de luxo (não me farto de dizer que os australianos AC/DC foram feitos para este filme) e sequências de acção barulhentas e de encher o olho, Iron Man consagrou-se como uma das melhores adaptações de banda desenhada de todos os tempos. A sua sequela, estreou no passado dia 29 de Maio (um bocado mais cedo do que devia), arrancando, tal como o seu antecessor, a Época de Verão. Com um elenco colossal, constituído pelo grande Mickey Rourke, Sam Rockwell, Don Cheadle, a sempre bela Scarlet Johansson e até Samuel L. Jackson como Nick Fury, o líder dos Avengers e claro o regresso daquilo que é O coração do primeiro filme, Robert Downey Jr. Um orçamento de bradar aos céus e grande expectativa, terá Iron Man 2 o mesmo impacto que o seu antecessor dois anos depois? Bem... Sim! E não... Leiam a crítica que se segue e descubram porquê:

Iron Man 2 passa-se pouco depois dos eventos do primeiro, com Tony Stark a revelar a todo o mundo que ele é o Homem de Ferro. O mundo começa então a passar pelo maior período de Paz já visto em muito tempo e o Senado Americano começa a cobiçar o seu fato, exigindo-o até em Supremo Tribunal (numa hilariante cena que demonstra que o carisma de Stark não conhece limites, nem entre as paredes da Senhora Justiça). No entanto, nem tudo é um mar de rosas na vida do nosso "herói", a única coisa que o mantém vivo, o núcleo que construiu após ter sofrido o atentado no primeiro filme, está lentamente a matá-lo devido às cargas de Paládio, que estão lentamente a cair na escassez, Tony terá de encontrar um novo elemento que o substitua antes que seja tarde de mais! A adicionar a isto, Ivan Vanko (Rourke) planeia a sua vingança à família Stark, utilizando a tecnologia que o seu pai e o pai de Stark desenvolveram juntos, aliando-se a Justin Hammer (Sam Rockwell), CEO da Hammer Industries que deseja rivalizar com Tony Stark, para além disso, a femme fatale Natalie Rushman aparece do nada para abalar mais ainda a relação entre Pepper e Stark.
E é aqui que Iron Man 2 apresenta umas lacunas... A falta de coerência de como apresenta um enredo, que apesar de estar bem escrito e apresentar uma história interessante, cheia de potencial, é demasiado extenso para ser apresentado em todo o seu esplendor em apenas 117 minutos, seria muito mais digerível se algum deste material fosse deixado para um eventual Iron Man 3. As representações estão fantásticas! Downey Jr. regressa e continua a fazer magia no papel de Tony Stark, com um carisma irresistível, quer seja a abrir a Stark Expo ou a mostrar-nos como é que vai à casa de banho enquanto está com o fato, Gwyneth Paltrow também regressa como a sempre amável e nervosa Pepper Pots, que agora, para além de ter sido promovida a CEO da Stark Industries parece que vai ter um enfarte com as crescentes atitudes arriscadas do seu companheiro, aqui Paltrow surge com uma actuação até superior ao do primeiro, que já era muito boa. Don Cheadle surge como o substituto de Terrence Howard no papel de Rhodey, o companheiro de Stark, na minha opinião, Cheadle consegue até ser superior ao seu antecessor, transmitindo-nos melhor a ideia de um personagem que não está muito para brincadeiras, ele é também War Machine!



Sam Rockwell mostra-nos porque é um excelente actor no seu papel do irritante Justin Hammer, surgindo muitas vezes como um alívio cómico, Johansson está implacável no papel da fria e privada de emoções, Black Widow. Mas é mesmo Rourke que rouba o espectáculo como Ivan Vanko, uma excelente actuação a todos os níveis e um vilão que tão rápido não será esquecido.
Iron Man 2 pode ter um enredo extenso, mas visto que estamos a falar de um filme que fala sobre "um gajo num fato de metal vermelho ao som dos AC/DC" tem de ter, claro muita acção! E oh se tem! As sequências de acção neste segundo capítulo surgem mais intensas e barulhentas e lembrem-se que agora temos War Machine, para além do Iron Man! Os efeitos visuais estão muito bons, limpos, cheios de classe e muito explosivos, aliados à já muito mencionada banda sonora dos AC/DC, são das melhores sensações que podemos ter numa sala de cinema, principalmente se apanharem o vosso pai a cantar enquanto muita coisa explode ao mesmo tempo, Iron Man 2 é mesmo uma grande maneira de passarem o tempo.
Resumindo tudo num pequeno parágrafo, Iron Man 2, chega por vezes a superar o seu antecessor, quer seja nas sequências de acção, quer seja nas representações, mas um enredo um bocado apressado e a perda de cheiro a novo, fazem-nos preferir o clássico de 2008. De qualquer maneira, este é um filme que vale realmente a pena se visto num grande ecrã e uma grande maneira de iniciar a "Época de Verão" nos cinemas!
"Este filme até poderia ser o
maior fracasso da história do cinema.
Só os AC/DC já fazem dele um mito.
Se juntaram Robert Downey Jr. então têm um filme espectacular!
É recomendado ser visto no cinema devido aos efeitos visuais espectaculares.
No entanto, não supera o primeiro."
 
                                 Nota: 8.6

"Uma sequela que se encontra ao nível
do original. Robert Downey Jr e Mickey Rourke
desempenham papéis fenomenais!"

  Nota: 9.0


NOTA FINAL: 8.8/10

sábado, 1 de maio de 2010

Can You Run It?

Farto de passar horas, dias, meses em frente ao PC ou até mesmo dar 45 euros só por um jogo que acaba por não funcionar ou dar lag?
Verifica se o teu PC suporta o jogo ao vir a este site:




1- Escreve o nome do teu jogo na caixa de texto (É mais aconselhável porque a maioria dos jogos recentes não aparece no dropdown menu).

2- Clica no botão "Can You Run It?"

3- Instala se necessário.

4- Vê se o teu computador suporta o jogo.