quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Análise de: Lost Planet: Extreme Condition (Special Edition)

Na minha viagem a Londres entrei numa Game (sim, existem lá!) e na prateleira das promoções repousava a Special Edition de Lost Planet, lembrei-me então dos trailers do recentemente anunciado Lost Planet 2, decidi levar e o jogo da Capcom não desilude!

Lost Planet é um Third-Person Shooter passado em EDN III, um planeta frio e a mais recente aposta de colonização da raça humana, nós controlamos Wayne, um Snow Pirate que perde a memória depois de lutar juntamente com o seu defunto pai que morreu na mesma batalha, contra um enorme Akrid (as criaturas que habitavam o planeta), chamado Green eye. Wayne é encontrado dentro do seu VS (enormes mechs usados para colonização e combate aos Akrid) por um pequeno grupo de Snow Pirates trinta anos depois, em termos de enredo, Lost Planet não impressiona mas cumpre a sua função, apesar de alguns twists serem... bem, desnecessários.


Vamos ter imensas armas e granadas à nossa disposição


Lost Planet comporta-se como um shooter na terceira pessoal normal, a energia regenerativa é explicada através do Harmonizer, um dispositivo embutido no braço de Wayne, feito pelo seu pai que lhe permite injectar Thermal Energy (T-ENG), Energia Térmica directamente para o seu braço, mas atenção, com o tempo a T-ENG vai se gastando, quando chegar ao zero, os nossos sinais vitais vão baixar até à nossa eventual morte, o que acrescenta uma vertente estratégica ao jogo (acreditem, não vão querer invadir uma base de Snow Pirates inimigos com pouca T-ENG de reserva). Para adquirirmos a tão preciosa T-ENG teremos de a extraír dos Akrid, matando-os ou encontrando Data Posts, pontos de controlo que nos dão acesso a novas partes do mapa.

Com um arsenal que varia de simples machine guns até enormes lança-granadas, Lost Planet revela-se um shooter profundo e bastante divertido, existem imensos tipos de Akrid uns pequenos e frágis, outros do tamanho de arranha-céus, para nos ajudar a combater esses bosses e baddies maiores, temos à nossa disposição os VSs, todos únicos com habilidades diferentes, estes enormes robôs mecanizados são uma delícia de controlar, o meu preferido é o "Tanque-Aranha", as armas (também podemos carregar) são igualmente destruídoras e divertidas de usar, ao nosso dispôr também temos um grappling hook que podemos utilizar para chegar a áreas inacessíveis, salvar-nos caso caímos de um precepício ou até puxar os nosso inimigos para os executarmos fácilmente, uma outra mais-valia na jogabilidade e um excelente gadget.

Visualmente este Lost Planet está bastante bom, até para os dias de hoje, destaque para as delíciosas animações e e efeitos visuais como explosões e o harmonizer a funcionar, os cenários estão engraçados, os designs dos Akrids, Snow Pirates e VS's estão muito bons, mas o melhor mesmo, como já referi, são as animações, estão MESMO excelentes!
No campo sonoro, Lost Planet também está bom, as vozes são competentes e os efeitos sonoros estão muito bons.
A campanha principal em Normal dura cerca de 7-8 horas e depois têm o absurdamente díficil, Extreme Mode e o modo online que já vou falar daqui a pouco, infelizmente, Lost Planet não possui Co-Op, muita pena porque este jogo é excelente para Co-Op, sendo esta a grande falha de Lost Planet.


Lost Planet oferece confrontos altamente épicos!

O modo online, apesar de não ter o ambiente caótico e frenético de Gears of War ou a experiência orgânica de Halo 3, revela-se bastante profundo e estratégico, existem quatros modos, Elimination (um Deathmatch), Team Elimination (um Team Deathmatch), Data Posts (onde as equipas têm de conquistar todos os Data Posts do mapa) e Fugitive (o mais interessante onde um jogador é o fugitivo e os restantes têm de o apanhar), as partidas são, geralmente divertidas mas o tamanho dos mapas é demasiado grande. Depois de cada partida recebemos experiência e subiremos de nível, ao subirmos de nível desbloquearemos novos skins para a nossa personagem, pena é não desbloquearmos abilidades e armas novas.
Lost Planet consegue divertir por uns tempos, com excelentes animações, jogabilidade boa e um multiplayer divertido, está aqui uma boa alternativa ao rei dos Third Person Shooter, Gears of War.

Positivo:

  • Animações detalhadas
  • Explosões excelentes
  • Multiplayer divertido

Negativo:


  • Ausência de Co-Op
  • Sistema de mira pode causar dificuldades

Nota: 68%


Vale a pena gastar 15€ no jogo?
Regra geral, sim

A edição especial vale os custos adicionais?
Dado que pode ser encontrada a um preço igualmente baixo, a resposta é afirmativa

Detalhes do jogo:
Nome: Lost PlanetEditora: CapcomDistribuidora: CapcomPlataformas: Xbox 360 | PS3 | PCGénero: Third Person ShooterModos: Single Player | Multiplayer OnlineRating: M16Metacritic Score: 78 out of 100
Site Oficial do Jogo



1 comentário:

RB disse...

Levou uns toques aqui e ali, mas nada assim de grande; espero que continues o bom trabalho ;)

- RB