quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Trilha sonora nos videojogos

Até que ponto a trilha sonora num videojogo é importante para ti?

Imagina que estás a jogar a um jogo de terror (ex: Dead Space; Condemned) e a música de fundo é uma música para rir; se algum zombie saltar para cima de ti tu assustas-te? Não! Muitas pessoas dão pouco valor à trilha sonora, mas existem jogos que são essenciais, que é o caso dos jogos de terror.

A música de fundo pode dar suspense ou não; pode meter medo ou não; pode fazer rir ou não... enfim, a trilha sonora de um jogo é extremamente importante, aliás, experimentem ir a um site sobre videojogos e vejam a análise, vão ver que lá está mencionada a nota do som no jogo.

Eu tenho dois jogos, que para mim têm das melhores trilhas sonoras jamais feitas... adivinhem quais são? Halo e God of War, sendo Halo o meu preferido, nunca ouvi nenhum jogo (franquia) com melhor música. Quando joguei Halo e fui ouvindo a música, fiquei tipo, UAU! Quando joguei God of War já não fiquei tanto UAU! como fiquei com Halo, apesar de ter uma banda sonora excepcional. Estas são as duas franquias de videojogos que considero que têm a melhor trilha sonora.

Agora falando nos detalhes dos jogos:
Halo - A franquia Halo foi conhecida em 2001 com o lançamento de Halo: Combat Evolved (que eu possuo) lançado exclusivamente para XBOX. É um FPS (First Person Shooter) futurista. A história passa-se no futuro onde os Covenant (raça alienígena) dominam o mundo. O jogo é espectacular, na minha opinião (e na de muitas mais pessoas) e foi um must have para quem tinha XBOX. Depois saiu Halo 2, melhor que o segundo, que foi sem dúvida, o auge da série. Em 2007 saiu Halo 3 também incrivel, exclusivo para XBOX 360, que conta com o melhor multiplayer de sempre.

God of War - A franquia God of War surgiu mais tarde que Halo, porém é um género completamente diferente de Halo, é um jogo de acção, mas que pode ser considerado um hack n' slash, e ao contrário de Halo, não se passa no futuro, mas sim no passado, no tempo dos deuses e o nosso protagonista Kratos é um semi-deus. Ele estava em combate e ia morrer esmagado pelo martelo de Ares, deus da guerra, até que disse: "Ares, mata os meus inimigos, e a minha alma é tua". Ares não matou Kratos, matou os seus inimigos... mas... mudou a alma de Kratos e Kratos acabou por matar a sua mulher e a sua filha. Depois de voltar a si e perceber que as tinha morto, ficou com um enorme sentimento de culpa e tomou uma decisão: Matar os deuses do Olimpo, principalmente Ares.

Apesar de serem dois excelentes jogos prefiro Halo, assim como a sua banda sonora.


Halo Theme Song - HALO


The End Begins - Gerard K. Marino

E tu, qual preferes?

1 comentário:

Ana Ferreira disse...

Li algures, já nem lembro bem onde, que, na música, os videojogos são um dos campos onde existe maior inovação e uma crescente aposta da indústria. Não poderia concordar mais com isso! Tenho estado atenta a esse fenômeno e posso afirmar, sem qualquer medo de errar, que hoje em dia se ouve muito boa música enquanto você joga consola. Tem vários exemplos, como o Blur ou, mais recentemente, a Lykke Li. Mas para saber mais, você pode consultar essa matéria bem legal sobre uma indústria crescente:
http://cotonete.clix.pt/quiosque/especiais/jogos/index.asp