segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Avaliação do livro "O diário de um Banana / Diary of a Wimpy Kid"


Antes de mais, deixem-me esclarecer uma coisa. Este livro, em termos de escrita, é tão simples que qualquer rapaz que passou pelas mesmas peripécias que Greg (o protagonista do livro, uma alusão ao autor Jeff Kinney) o poderia escrever.



O livro, que vendem milhões e milhões nos Estados Unidos sobretudo, é basicamente um livro de memórias (e não um diário) sobre a vida de um rapaz chamado Greg e conta-nos o que ele passa ao longo da sua vida e à semelhança da série televisiva "Everybody Hates Chris", ele acaba por lixar-se sempre no final.

O livro está organizado por dias da semana e com cartoons que por vezes substituem o texto.

Basicamente considerem-no um livro de comédia, pois é mesmo isso que se pretende.

Claro, que muitas das vezes, as confusões vêm derivadas da sua família.

Temos cerca de 222 páginas que acabei por ler em cerca de 45 minutos. Sim, é um livro que se lê bastante depressa.

Em algumas partes do livro, poderão identificar-se com o rapaz, mesmo que pouco, porque todos nós já tivemos 11 anos. No entanto, para audiências mais velhas e maduras, este livro poderá não ser tão interessante.

Apesar disso, é o facto de ser tão simples e de remeter para situações para que grande parte dos pré-adolescentes (e mesmo alguns adolescentes em 'início de carreira') já deverá ter ultrapassado que cativa o leitor e lhe desperta alguma nostalgia.


Nota: 7/10

sábado, 26 de dezembro de 2009

Crítica do filme "Sherlock Holmes"



IMDb - 7.7/10

Metacritic - 57/100

Realização - Guy Ritchie


Género - Crime | Acção

"Nada lhe escapa!"


Nada lhe escapa mesmo! Sherlock Holmes é dos personagens mais geniais alguma vez criados, e no filme toda a sua perspicácia e inteligência são demonstradas pela representação de Robert Downey Jr. num Sherlock Holmes diferente do que o das histórias de Sir Artur Conan Doyle que vocês já devem ter lido. Se não leram "shame on you!".

No filme, Lord Blackwood, é um gajo mau! Pratica magia negra (que no século XIX dá pena de prisão e até morte) mas para piorar a sua sorte lembrou-se que também matou 5 raparigas. Ora isto dá direito a enforcamento onde não faltam espectadores com pipocas na mão (refiro-me obviamente aos espectadores da sala de cinema) .


Dr. Watson, compincha de Holmes, vê a sua pulsação e declara-o morto. Qual não é a sua surpresa quando no dia a seguir Lord Blackwood volta dos mortos e o próprio coveiro o vê.



Sherlock Holmes, interpretado brilhantemente, é tão perspicaz e inteligente que... bem, vejam o filme! Vocês não devem ter percebido bem a perspicácia de Sherlock! Sabe identificar o filho de uma pessoa atráves da íris do olho ou atravessar a cidade vendado e saber exactamente onde está, só pelos sons que ouviu!

Bem, Lord Blackwood, que aparentemente veio dos mortos, faz parte de uma irmandade secreta (não me lembro do nome agora) e diz que em poucos dias, o mundo como nós (eles) o conhecemos, vai acabar, tudo isto devido aos seus poderes mágicos (tenham medo, muito medo!).




Sherlock é um homem da ciência, céptico e neste filme, muito diferente do que se podia esperar. Não tem sotaque britânico, tem falta de higiene, faz experiências malucas em casa (na qual se inclui o silenciador de uma arma), apanha moscas, mas porém, é um mestre na arte do disfarce (stealth FTW!) e um excelente lutador! É verdade, neste Sherlock Holmes inventado por Guy Ritchie, ele e o Dr. Watson entram em vários combates contra uma quantidade considerável de inimigos e saem sempre vitoriosos! Quase sempre....

Irene Adler, uma mulher quase tão genial como Holmes, e como não podia deixar de ser, a sua apaixonada, contrata-o para encontrar um homem que o seu chefe procura (note-se que o chefe neste filme não é revelado, o que deixa espaço para uma sequela).


No final do filme, garanto-vos que terão uma surpresa, porque se formos a ver bem, não faria sentido, num filme de Sherlock Holmes, um homem da ciência, haver [palavra proibida devido a spoiler].


No final, o filme é muito bom, podem até chamar-me exagerado, mas este foi um dos melhores filmes que vi este ano.

Só há uma grande falha durante todo o filme... Onde está a frase "Elementar meu caro Watson..."?
Esta frase, marca registada de Holmes, nunca é pronunciada durante todo o filme.

Nota: 8.8/10

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Feliz Natal!!



"És um pro!"

"Não, tu é que és pá!"

"Pronto, somos os dois"

"Clássico!"



Queremos desejar a todos os visitantes do blog (ainda que poucos) que tenham um Natal impécavel; uma Consoada alegre, com aqueles que mais gostam, e um dia de Natal igualmente excelente, que estejam bem-dispostos (afinal é Natal!) e que recebam muitas prendinhas do obeso vestido de vermelho!


E é claro, como somos boa gente, ainda vos damos um presente!


Lindo não é?

E como não podia deixar de ser, eu, RBchaos, vou também oferecer um presente ao DreFranco (embora ele não me ofereça a mim :P)

É exactamente isso que estão a pensar! Não, não é isso! A outra coisa! Não sejam pervertidos! O DreFranco vai ser promovido a Administrador do blog! Já somos dois!

Pensando bem, este presente é mais dele para mim, visto que agora ele vai ter de aguentar com mais trabalho, mas vamos fazer de conta que isso é cagativo!

Estes são os votos do WTF Generation para vocês e.... é isso!

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Pistas de BigPack reveladas!

Já está a circular na Internet o vídeo que nos revela algumas das pistas do novo DLC de Trials HD, um excelente jogo de plataformas sob duas rodas em exclusivo para o XBLA! Preparem-se para muita macacada, façam uma viagem no espaço e para os mais nostálgicos, um nível de 8-bit não me parece mau.
Fiquem com vídeo:

Demonstração de Prologue - A Campanha Cooperativa de SP:C

Foi divulgado, à poucos minutos, uma espectacular demonstração daquilo que vai ser a componente coop do muito aguardado Splinter Cell: Conviction em exclusivo para Xbox360 e PC. O excelente aspecto do jogo, tanto a nível técnico como de jogabilidade é inegável, talvez um dos melhores jogos do próximo ano de 2010!
Fiquem com vídeo:


Splinter Cell: Conviction sai a 23 de Fevereiro de 2010, exclusivamente para Xbox360 e PC, para mais notícias, antevisões e análises
mantenham-se atentos ao blog do costume!

Crítica do filme "Avatar"


IMDb - 8.7/10


Metacritic - 82/100


Realização - James Cameron


Género - Ficção Científica | Aventura | Acção


"Será que valeu 14 anos de espera?"

Não me levem a mal, mas Avatar está uma desgraça! Falha em simplesmente tudo o que é importante, por outras palavras...
Estou a gozar convosco! Ou será que estou?

Avatar é um marco na indústria do cinema que ficará na memória de muitos. 14 anos de desenvolvimento nas mãos do grande James Cameron, que prometeu fazer deste um dos melhores filmes de sempre.

Tretas. Avatar é certamente dos filmes que vistos no cinema, com pipocas e sumo ao vosso lado, vos fará passar quase 3 horas sem desviar os olhos do grande ecrã, a questão é que é essencialmente isso: um festival de efeitos visuais gerados em computador.




Avatar tem um desenrolar de acontecimentos minimamente interessante, mas completamente previsível, não se destacando assim pelo seu conteúdo, seja a história ou a representação, que não deixa qualquer marca.

O que deixa uma marca no entanto, são as florestas magníficas com seres vivos esbeltos que vos irão surpreender. 14 anos de desenvolvimento deram naquilo que provavelmente é um dos filme com melhores efeitos especiais de sempre; todos os personagens estão detalhados, a água, os animais, as explosões, tudo!

Avatar é um filme que marca pelo visual e cinematografia, mas não é o melhor filme deste ano.

Talvez queiram passar os olhos também por "The Hangover", "Inglourious Basterds", "Watchmen" e "Up", mas todos, na minha opinião, superiores a Avatar.

Respondendo à pergunta inicial...Não, 14 anos de espera, é demasiado para este filme. É certo que é uma revolução em termos de visuais e é um marco no cinema neste campo... Mas com 14 anos, foda-se, que arranjassem um guião melhor.

Nota: 7/10

Trailer de Iron Man 2!!


Depois de ter sido anunciado há já algum tempo, Iron Man 2 finalmente revela-se! Foi divulgado hoje o novo trailer que nos dá muitas informações sumarentas acerca desta antecipada sequela: Mickey Rourke assumirá o papel de Wipelash, o novo vilão e Scarlett Johanson interpretará uma nova personagem, Natalia Romanoff/Black Widow. Iron Man 2 parece estar no bom caminho e já mal podemos esperar por Maio de 2010 para nos voltarmos a reunir com Tony Stark!

Crítica do filme "The Hangover"


IMDB - 8.0/10

Metacritic - 73/100

Realização - Todd Philips

Género - Comédia

Certamente a melhor comédia deste ano!

The Hangover é um filme que nos conta a aventura de um grupo de quatro amigos que vão festejar uma despedida de solteiro para Las Vegas e têm a noite das suas vidas, porém, no dia a seguir, a ressaca é tal que não se lembram de nada do que se passou na noite passada! Para piorar a situação, um dos amigos, o que se ia casar desapareceu e eles têm de o encontrar antes do seu casamento!

"Some guys just can't handle Vegas!"



Como não podia deixar de ser, nesta comédia com piadas inteligentes, sem nenhuma ser forçada, a representação e os personagens são importantíssimos. O gordo, Alan, indispensável num filme; o gajo cool, Phil, que está sempre na boa; Stu, o tipo que está preocupado com tudo o que se passa e Doug, o meio termo, que é o desaparecido durante o filme.



Eles acabam por acordar com um tigre na casa de banho, uma galinha pela sala, um bebé no quarto e Stu acorda sem um dente e casado com uma stripper.



Na corrida contra o tempo, cheia de reviravoltas e de humor, onde os acontecimentos da noite passada vão sendo revelados durante o filme, e autênticas cenas de chorar a rir.

O filme conta ainda com a participação do boxer Mike Tyson, que desempenha o papel como ele próprio, e embora não sendo grande actor, os outros quatros rapazes dão conta do recado.

Para mim, The Hangover, até agora, é o filme deste ano, e agora com a sua saída em DVD, não há mesmo desculpa para não verem.

Aguardem uma crítica ao filme "Avatar" hoje à noite e fiquem a saber quem leva o prémio de melhor filme deste ano!

Nota: 9.6/10

domingo, 13 de dezembro de 2009

VGA's: Vídeos, vídeos e mais vídeos!

Para quem madrugou ou não esteve na primeira XTP Games Night, não houve desculpas para não terem vistos os VGA's ao vivo na Spike TV (podem ver quem ganhou aqui) e perder os montes de anúncios e novos trailers revelados na cerimónia. Dos mais esperados como o "first look" de Halo: Reach (que esteve brutalíssimo, já agora) até aos mais inesperados (Arkham 2??!), houve trailers para todos e a WTF fez-vos o favor de os enumerar e dar a sua opinião. Sem mais demoras vamos aos vídeos:

MEDAL OF HONOR

A EA volta a ressuscitar a série de FPS's Medal of Honor, mas a grande surpresa aqui foi que, pela primeira vez na série, a acção vai-se passar na guerra contemporânea!! Sinceramente não me suscitou interesse nenhum e parece-me mais uma tentativa fútil de imitar a série Mordern Warfare de Call of Duty...
Fiquem com o vídeo:



PRINCE OF PERSIA: FORGOTTEN SANDS

O tão adorado "Prince das Areias" como eu gosto de o chamar, vai fazer um regresso na actual geração. Muitas pessoas não gostaram do estilo e da personalidade do novo Prince e a Ubisoft decidiu fazer-lhes a vontade e desenvolver aquilo que parece uma sequela directa à "trilogia das areias". Maio de 2010 vai ser uma altura feliz para os fãs de Prince!


STAR WARS: THE FORCE UNLEASHED

O Aprendiz regressa na sequela ao divertido Force Unleashed, o trailer está com uma qualidade assinalável, com o Aprendiz a caminhar para aquilo que parece ser uma arena, onde defronta uma enorme besta, mas tal como Yoda diz acerca do destino do nosso (anti)-herói, o futuro deste jogo "uncertain is". Descubram a verdade em 2010.


CRACKDOWN 2

Foi divulgado mais um trailer para o jogo de acção open world, Crackdown, demonstrando novos gadgets, armas e o divertido coop para 4 pessoas, "blowing it with you" vai ser com certeza, divertido!
Fiquem com trailer:


BATMAN: (ARKHAM ASYLUM) 2

Sem dúvida, a maior surpresa de todas, foi revelado um trailer que, aparentemente anuncia Arkham 2! O trailer mostra o caos instalado em Arkham enquanto Harley Quinn e Joker (que parece estar muiiiiito doente) apreciam deliciados.
Com o jogo original apenas com meses após o lançamento, pareceu-me um bocado estranho este anúncio não acham?


HALO: REACH

Vimos grandes anúncios, sem dúvida, mas o mais arrebatador foi mesmo, sem sombra de dúvidas, o levar do véu de Halo Reach, o último grande jogo Halo pela Bungie, com um novo motor, novas personagens, nova localização e nova linha cronológica, Reach parece estar mais cinemático e intenso que nunca, apreciem só o grafismo deste in-engine!!!



Foram estes alguns dos vídeos revelados na cerimónia, se quiserem ver outros anúncios com UFC 2010, Green Day Rock Band ou Spec Ops, vão à Game Trailers e seleccionem o canal VGA's.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

WTF Top 10: Melhores Side-Scrollers



Depois de uma pausa prolongada, o WTF Top 10 volta! Esta semana vamos enumerar os 10 melhores side-scrollers na nossa opinião. Os side scroller sempre foram um género muito apreciado pelos gamers, vá lá! De certeza que ainda se lembram de terem jogado o Mario pela primeira vez no Gameboy, ou de andar à procura de áreas secretas em CastleVania, bons tempos não foram? Lembrem-se: Beat em ups, plataformas, tudo vale desde que se ande de lado! Vamos a isto:

CASTLE CRASHERS (XBLA)

Cboxcastlecrashers.jpgComeçamos a nossa lista bem com o frenético beat em up do XBLA, Castle Crashers, que não só serviu para nos relembrar como era esse género antigamente como também nos viciou completamente! Com uma jogabilidade virtualmente perfeita, excelente banda sonora e um coop até 4 pessoas, Castle Crashers é um título indispensável para os amantes do género.

NEW SUPER MARIO BROS. (DS)

NewSuperMarioBrothers.jpg

Muitos dizem que o original da NES é, sozinho, responsável pela ressurreição dos videojogos após o crash de 1983, com a sua jogabilidade acessível e viciante, Mario tornou-se num herói e um dos maiores fenómenos de videojogos. Em 2006, esta marcante aventura foi reeditada e remasterizada com novos conteúdos e outras deliciosas surpresas. Com o charme do original, mais uma colectânea de divertidos mini-games, este é um dos melhores jogos disponíveis para o sistema.

SONIC THE HEDEGHOG (MEGADRIVE)

Sonic1 box usa.jpgApesar de hoje em dia, o Ouriço Azul andar muito mal, havia uma altura, uma gloriosa altura em que este era tudo! Sonic The Hedgehog veio rivalizar com o fenómeno Mario, veio criar muitas discussões de jardim-de-infância sobre quem era melhor e mostrou-nos que ser rápido era tudo… A ver se as coisas viram para o melhor no futuro para a grande mascote da Sega.

SHADOW COMPLEX (XBLA)

Shadow Complex cover.jpgA CHAiR e a Epic aliaram-se para criar aquilo que é talvez, o XBLA mais antecipado, hypado e explosivo de sempre, Shadow Complex é a genial mistura de elementos modernos com clássicos como CastleVania ou Metroid, vão perder horas a explorar o misterioso complexo, enquanto matam muita gente, saltam, fogem, rebentam e encontram imensas recompensas. Shadow Complex é um clássico instantâneo, pode ser o side-scroller mais explosivo e fixe de sempre, mas houve quem subisse mais alto que este Golias…

MEGAMAN (NES)

MegamanBox.jpg Podem perguntar-se onde já joguei este clássico devido à sua idade, meus amigos: ATL. Ainda me lembro das tardes que passávamos com as Ataris e NES’s porque o ATL não tinha dinheiro para uma Playstation, ah… bons tempos. Megaman foi um dos jogos que me fez perder muitas tardes e adorar estar lá preso, excelente bosses, música e elementos de plataformas, Megaman é, sem dúvida um clássico dos videojogos!

RAYMAN (PSone)

Rayman Coverart.pngComo o ATL não andava nem desandava, tive de ser eu a tomar medidas e lá cravei uma PSone para mim! O meu primeiro jogo foi nada mais nada menos que Rayman, que mais tarde se viria a tornar o meu personagem de videojogos favorito, para quem já não se lembra ou não conhece, houve sim uma altura em que Rayman era um célebre herói de plataformas, em 1995 vimos a sua estreia, num dos side-scrollers melhores de sempre, colorido, mágico, difícil e desafiante, um jogo de plataformas 2-D perfeito, por assim dizer, este também foi o jogo que lançou a produtora UbiSoft para a ribalta, portanto, todos os viciados em jogos de Tom Clancy e Assassins Creed ou POP, dêem graças a este jogo!

CASTLEVANIA: SYMPHONY OF THE NIGHT (PSone)

European cover art Não foi o primeiro Castlevania que joguei (foi o da DS, Portrait of Ruin, que me fez querer desenterrar este clássico), mas este é sem dúvida o melhor, para o seu tempo, Vânia apresentava uma jogabilidade completa com muito ênfase na exploração, passado no enorme castelo do conde Dracula, são muitas as áreas secretas e chicoteadas que terão de dar para passarem este enorme clássico, agora se me dão licença… vou tentar matar o Drácula OK?

SUPER MARIO BROS. 3 (GAMEBOY ADVANCE)

Smb3.jpgDeixem-me só dizer aqui uma coisa: POWER-UPS! Super Mario Bros. 3 é o melhor Mário side scroller de sempre! A jogabilidade base ainda se mantém, mas novos power-ups, inimigos e outras surpresas tornam este clássico um dos melhores de sempre, sem dúvida IMPERDÍVEL!

ODDWORLD:ABE’S EXODDUS (PSone)

Oddworld - Abe's Exoddus Coverart.pngEste é um título que muitos de vós não devem ter jogado infelizmente, pois é um dos jogos mais belos e complexos que já joguei, Oddworld é um universo que dá prazer em explorar, que nos dá motivação para jogar graças à sua narrativa envolvente e a maneira como surge interlaçada, este é o side scroller mais bem classificado da minha lista de videojogos favoritos, a jogabilidade é excelente, combina o estilo de plataformas semelhante ao dos primeiros Princes com puzzles geniais e controlo de inúmeras personagens, um dos melhores sem dúvida, mas quem aterrou em primeiro?

SUPER METROID (SNES)

A video game cover. A person in a powered exoskeleton fires a projectile at a winged beast. No topo da nossa lista encontramos a melhor aventura em 2D da heroína Samus Aran, Super Metroid para a SNES tinha tudo: Boa música, excelente jogabilidade e grafismo. Saltar, disparar e explorar nunca foi uma tarefa com as habilidades especiais de Samus e bosses imaginativos davam ainda mais vontade de levar esta aventura até ao fim… Sem dúvida O side-scroller!

E então? Que acharam? Não se esqueçam de dizer a vossa opinião na secção dos comentários abaixo! Para a semana haverão mais números com o RBchaos!!

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Análise a "Castle Crashers"




A Newgrounds Studios é uma companhia conhecida certamente por muitos, pelos seus divertidos jogos e animações flash, que os lançaram para a ribalta e os levaram a abrir um pequeno estúdio, The Behemoth, responsável pelo divertido Alien Hominid e o seu subsequente port para o XBLA em forma de HD.
Hoje trago-vos a análise do segundo jogo do estúdio, Castle Crashers, um divertido beat-em-up side-scroller, que é capaz até de conseguir revitalizar o já moribundo género. Castle Crashers está cheio de referências retro, como a comida que nos regenera a saúde e o caos instalado no ecrã inundado de inimigos e até é capaz de trazer uma certa nostalgia aos jogadores mais velhos. Este título de XBLA assume-se como um dos melhores jogos dentro da plataforma, senão o melhor (sim, estou a ter em conta o Shadow Complex!), pela simples razão de ter uma execução simplesmente brilhante, com excelentes valores de produção e uma jogabilidade equilibrada, viciante, intuitiva e profunda (leia-se PERFEITA), do melhor que se já viu dentro do XBLA.
Castle Crasher está, obviamente incutido no tema medieval, onde teremos ao princípio quatro cavaleiros disponíveis, cada um com uma habilidade diferente, para embarcarmos na missão de salvarmos as quatro princesas raptadas por mais de vinte níveis bem divertidos. Vamos explorar florestas, enfrentar maçarocas de milho gigantes, fugir de uma temível criatura numa montada de veados que têm problemas em aguentar as necessidades sólidas e fazer uma viagem auto-referencial numa nave extraterrestre muito familiar, alias um dos grandes pontos fortes deste título é sem dúvida a sua bom-disposição, presenteando-nos sempre com momentos de humor. Devo também deixar esclarecido que a banda sonora e estilo gráfico do jogo é divinal, com temas techno sempre a abrir misturados com melodias medievais épicas e personagens "engraçadas" a serem esquartejadas e muitas, muitas DECAPITATIOOOOONS! (desculpem, tinha mesmo que fazer isto) que conseguem criar o ambiente, por vezes caótico do jogo.
Reparem lá no "bambi" de baixo...


Por falar em caótico, assim que experimentarem a componente coop para 4 jogadores acreditem que não vão querer mais nada! A solo, Crashers já se torna um vício, mas com amigos é imparável enquanto enfrentam vagas e vagas de inimigos que tornam isto uma autêntica festa! E com a sua acessibilidade até a Vóvó se pode juntar à diversão! Castle Crasher adopta o mais leve dos elementos de RPG que é o escalão de níveis, à medida que vão derrotando mais inimigos, vão ganhando mais experiência (XP) para gastarem em Força, Magia, Defesa ou Habilidade, este método, aliado a armas e personagens desbloqueáveis (cada uma com a sua habilidade única), rapidamente se tornou um vício cá em casa, graças à intuitividade e simultânea profundidade. Depois de completarem o Modo Principal têm, ainda o Modo Louco, muito mais difícil, as Arenas, que desbloqueiam personagens novas, um mini-jogo multiplayer "All You Can Eat", as esferas animais por descobrir, ainda mais personagens (são 23 no total, excluíndo DLC e o Alien Hominid que só aparecerá se tiverem o "Alien Hominid HD" na Hard Drive) e claro, o divertido modo coop.
Para concluir, Castle Crashers é uma experiência que vale mais do que pede (1200MP, 14,99€) e que todos os que apreciam o género devem comprar! Sem dúvida um dos jogos arcade mais divertidos disponíveis até agora, Shadow Complex pode ser gigante e explosivo e Braid complexo e emotivo, mas este pequenos cavaleiros chegam bem para esses todos!


POSITIVO

- Banda Sonora
- Grafismo
- Jogabilidade
- Longevidade
- Bem-disposto


NEGATIVO

- Alguns problemas relacionados com o "Emparelhamento nivelado" no Modo Arena.

GRAFISMO: 9.1
SOM: 9.5
JOGABILIDADE: 9.8
LONGEVIDADE: 10




ASPECTOS DO JOGO

TÍTULO: Castle Crashers
PRODUTORA: The Behemoth
EDITORA: Newgrounds
GÉNERO: Beat em up/Side-Scroller
PLATAFORMAS: Xbox 360 (XBLA)
CLASSIFICAÇÃO: M/16
DATA DE LANÇAMENTO: Agosto 2008


Nota: 9.6/10

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Crítica do filme "2012"






Género - Acção/Disaster

Realização - Roland Emerich

"É o fim do mundo, é o fim do mundo!", palavras que sinceramente já estou farto de ouvir, a teoria do fim do mundo em 2012 ganhou agora uma nova força com o novo disaster film de Roland Emerich (criador de outros famosos disaster movies como "O Dia da Independência" ou "O Dia de Depois de Amanhã"), 2012, nunca que suscitou muita curiosidade, mas o aborrecimento que é o fim-de-semana chuvoso em casa e vontade de ver m**da a rebentar levou-me a ver o filme, e devo dizer que apesar de não ser nada de muito especial, consegue entreter durante as suas duas horas e meia, fiquem com a sinopse:

Jackson Curtis (não é o 50 cent!!), um motorista que se separou da mulher, era suposto levar os seus filhos a acampar ao parque Yellowstone para acampar, entretanto um geólogo chamado Adrian Hemsley descobre um terrível fenómeno relacionado com os "neutrinos" do sol que estão a aquecer o núcleo da Terra, provocando o movimento das placas tectónicas da Terra que por sua vez levam à criação de enormes tsunamis, o Mundo tem até 2012 para evacuar a Humanidade, mas à boa maneira do Governo, só se salvará quem pagar 1.000.000€, bonito hem? Voltando a Jackson Curtis, que após estar reunido de volta com a sua ex-mulher, namorado dela e filhos embarca numa aventura pelo país enquanto vemos muita coisa a ser destruída num dos melhores efeitos especiais de sempre!
O enredo é básico, muito básico, tão básico que o mínimo furo é logo notado e inexplicável, como é que um motorista falhado consegue conduzir como o Schumacher ou como o novo namorado da sua filha é um piloto espectacular não sei e porque é que eles se aliam a um multi bilionário russo também não sei, mas o filme é sem dúvida um espectáculo visual sem precedentes apenas rivalizando com "Transformers" e mostrou-nos talvez uma das quotes mais hilariantes sem ser de propósito. As interpretações estão competentes, com John Cusack a mostrar-se como o melhor do elenco.
2012 não tem muito que se lhe diga, os efeitos estão excelentes, o enredo é apenas a razão de podermos ver coisas a serem violentamente destruídas e as interpretações cumprem a função, 2012 merece uma relaxada ida ao cinema, pois não terá o mesmo encanto fora do mesmo.


Nota: 6.2/10

sábado, 28 de novembro de 2009

DLC para Borderlands


Aqui está uma curta gameplay do novo DLC para Borderlands, intitulado 'The Zombie Island of Dr. Ned'

Comics de Uncharted 2


Já estão disponíveis os novos comics do Uncharted 2! Vejam este:

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Mapas para Uncharted 2

A Naughty Dog presenteia-nos com mapas adicionais para Uncharted 2 gratuitamente!
Já estão disponíveis na PSN! Aproveitem e descarreguem o conteúdo adicional para o melhor jogo deste ano!